Garrafas vazias

Várias estrelas de Hollywood reclamam que a vida útil de suas carreiras está diminuindo. Atores e atrizes com mais de 40 anos já fazem as contas para a aposentadoria. O caso é mais sério entre as mulheres, já que poucas conseguem papéis de destaque e quase nunca como protagonistas. Uma solução é se inventar como diretor e atuar nos próprios filmes. Esse caminho está sendo bem trilhado por Clint Eastwood, que mesmo nadando contra a maré, consegue ser sucesso de crítica e público.

A indústria do cinema só se interessa em contar histórias de jovens ou o público só quer se lembrar da juventude? Faltam histórias sobre pessoas de sessenta anos ou pessoas de sessenta não vivem mais histórias? O certo é que Hollywood só aposta no mediano, não arrisca. E o mundo segue essa tendência.

No Brasil, Roberto Bomtempo estreou na direção de longa-metragem com o belo Depois daquele baile (2006) que narra as aventuras românticas do trio formado por Irene Ravache, Marcos Caruso e Lima Duarte. O resultado é um filme sensível sobre a vida na Terceira Idade, ou Melhor Idade.

Garrafas vazias (Vratné Lahve, 2007) fecha a trilogia iniciada com Lições da Infância (1991) e Kolya (1996). O diretor Jan Sverák continua a parceria com o pai, o escritor e ator Zdenek Sverák, para contar a história de um professor que não suportando mais a rebeldia dos alunos prefere se aposentar.

Sverák trata de questões pouco discutidas pelo cinema como a aposentadoria, o sexo na Terceira Idade e a solidão de quem perdeu amigos e parentes. O roteiro flui de modo lento e preciso, as situações vão acontecendo e se resolvendo com a ajuda de personagens comuns e engraçados.

O professor Josef se aposenta e alega: ‘Não sou mais feliz aqui.’ Ao acordar todos os dias ao lado da esposa percebe que não vai conseguir ficar em casa vendo a vida passar. Uma alternativa seria acompanhar os velhos amigos nas caminhadas pelo parque, e isso ele também não quer. A solução é arrumar outro emprego. A primeira tentativa é como tradutor numa livraria, mas ele percebe que ninguém quer os seus talentos acadêmicos. Josef resolve consertar a velha bicicleta e trabalhar como entregador. Alguns tombos depois e ele abandona a idéia, mas não a vontade de trabalhar.

Enquanto procura um trabalho menos perigoso, Josef se vê obrigado a conviver com a esposa, cuidar do neto e confortar a filha recém-separada. Ainda sobra tempo para fazer uns exames cardíacos e voltar a fazer sexo, mas não com a esposa, é claro. Zdenek Sverák vive o personagem principal e serve como argamassa para que seu filho construa um divertido e simples conto sobre a vida de quem conseguiu ultrapassar os sessenta anos. O ator também é bastante parecido com Sean Connery – ou será com Lima Duarte – e isso funciona a favor do filme, já que o público estabelece uma rápida identificação com Zdenek.

As garrafas do título, que tão bem servem de metáfora para essa fase da vida, aparecem junto com o novo emprego. Josef consegue trabalhar no supermercado perto de casa como responsável por trocar as garrafas vazias de cerveja e refrigerante. Prática comum até a década de 80 e que perdeu espaço no novo mundo do plástico e do descartável.

O emprego faz Josef voltar a fazer exercícios, conhecer novos amigos e perceber que ainda tem muito para oferecer à sociedade. Nesse momento, o diretor começa a amarrar os nós do roteiro e parte para a conclusão de forma criativa e cativante. Garrafas vazias prova que pessoas de sessenta anos possuem muitas histórias para contar, e assim como Josef querem continuar a viver dentro da sociedade e não encostados nas praças e esquinas.

Garrafas vazias (Vratné Lahve)

República Tcheca, 2007. 103 minutos

Direção: Jan Sverák

Com: Zdenek Sverák e Daniela Kolárová.

Tags: , , , , , , , , , , , ,

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: