Festival do Rio 2010

O Festival do Rio 2010 foi diferente. Trabalhei na cobertura do festival em 2006, 2007, 2008 e em 2009, sempre para o site Almanaque Virtual, escrevendo críticas e fazendo entrevistas com diretores e produtores, mas em 2010 tive o privilégio de conhecer um outro lado da indústria cinematográfica: o exibidor.

Durante onze dias, o Cinema Nosso exibiu 26 longa-metragens e três curtas dentro da programação do Festival do Rio. Como integrante da equipe de Comunicação do grupo pude conferir de dentro os bastidores de uma sala de cinema e fiz questão de atuar em todas as funções: fui responsável pela divulgação na internet, percorri as ruas da Lapa panfletando, cuidei dos cartazes dos filmes, criei peças de divulgação, controlei o horário das sessões, a temperatura do ar condicionado e também o mais importante que é o primeiro contato com o publico.

É muito interessante conversar antes e depois das sessões com os frequentadores e colher uma opinião sincera e direta sobre o filme visto. Quem ama a Sétima Arte precisa ao menos uma vez trabalhar num cinema cult como esse e, principalmente, dentro do Festival do Rio. Sem dúvida uma experiência única.

Cobertura do Festival do Rio 2010:

Conversa com a diretora Helena Ignez

Link para a crítica do filme: Complexo: Universo Paralelo

Link para a crítica do filme: Gretchen Filme Estrada

Link para a crítica do filme: Nélida Piñon: Mapas dos Afetos

Link para a crítica do filme: Mário Filho: O Criador das Multidões

Link para a crítica do filme: Agreste

Link para a crítica do filme: No meio do rio, entre árvores

Link para a crítica do filme: Camponeses do Araguaia: A Guerrilha vista por dentro

Link para a crítica do filme: Os Representantes

Link para a crítica do filme: Aqui, doido varrido não vai pra debaixo do tapete

Link para a crítica do filme: 180º

Link para a crítica do filme: Luz nas Trevas

Link para a crítica do filme: O Galinha Preta

Link para a crítica do filme: Mama África

Link para a crítica do filme: A terra da lua partida

Link para a crítica do filme: Arquitetos do Poder

Link para a crítica do filme: Porta a porta a política em dois tempos

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: